Email de contato

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

 

Disciplinas ministradas no Departamento

 

  • Violão I , II, III, IV e V

 

Currículo Lattes

 

Texto informado pelo Lattes

O violonista, professor, arranjador e compositor brasileiro Eustaquio Grilo nasceu em Passos, MG, onde iniciou o estudo do violão. No Seminário N. S. de Fátima, franciscano, de Moji Mirim (SP) estudou Piano, Órgão, Canto Coral e Gregoriano. Aprofundou o estudo de Teoria. De volta a Passos, dois anos após (1965), em paralelo com o Segundo Grau, atuou como professor, instrumentista, arranjador e compositor prosseguindo o estudo da música: Harmonia, Contraponto, Composição, História. Em Belo Horizonte (1971), começou a apresentar-se como concertista. Graduou-se em Matemática (UFMG-1971), disciplina que lecionou nos três anos seguintes. Em Porto Alegre (RS-72 e 74) estudou Técnica, Interpretação, Harmonia e Composição, com os professores Abel Carlevaro e Guido Santórsola, nos Seminarios Internacionais de Violão, promovidos pelo Liceu Pales. No Concurso Internacional do Seminário de 1974, que só premiava os dois primeiros lugares, obteve o Prêmio Especial para o primeiro colocado brasileiro e foi aclamado na imprensa como terceiro internacional. O grande maestro e compositor brasileiro Francisco Mignone, presidente de honra do júri, declarou considerá-lo o melhor, afirmando em seguida: " O mineiro não é apenas um violonista, mas um artista que sabe contribuir com sua mensagem de beleza, indispensável para quem queira fazer arte" (revista Zero Hora, Porto Alegre, 4/8/74). Em abril de 1975 foi contratado pela Escola de Música de Brasilia, tendo sido o terceiro colocado entre 2000 concorrentes. Em julho de 1978 sua obra "Tocata Mineira" foi agraciada com Menção Honrosa, a única concedida no Segundo Concurso Nacional de Composição para Violão Isaías Sávio, de Porto Alegre, certame que só premiava o primeiro classificado e que teve como jurados os maestros Edino Kriegger, Marlos Nobre e Leo Soares. Em outubro de 1979 conquistou o primeiro prêmio do Segundo Concurso Internacional Mangoré, de interpretação violonística, promovido na cidade do México pela Sociedad Mangoré e dedicado às obras do grande autor e violonista paraguaio Agustin Barrios. Atuou como professor, concertista e conferencista em cursos e festivais como os Seminários Internacionais do Violão de Porto Alegre (anos de 78, 80, 81, 82 e 95) ou Cursos Internacionais de Verão, da Escola de Música de Brasília (86, 87, 92 e 98). De junho de 1980 a janeiro de 1987 atuou na Universidade Federal de Uberlândia, onde criou o curso de Bacharelado em Violão. Desde janeiro de 1987 é professor de violão na Universidade de Brasília (UnB) onde também criou o curso de Bacharelado em Violão. Entre muitos trabalhos devem mencionar-se as 12 Caprichosas, que percorrem todas as tonalidades e a Adaptação Integral d'O Cravo Bem Temperado de Bach para Duo e Trio de Violões, significativo número de arranjos para solo, duo, trio, quarteto ou orquestra de violões, alguns já gravados comercialmente. Recentemente sua Rapsódia Caipira foi gravada por Roberto Correa no disco Viola de Arame. Do grande número de alunos hoje profissionais destacam-se André Campos Machado (UFU), André Moura (UFSC), Rodrigo Carvalho (UFG), Marcelino Milhomem (UFPA), Alessandro Borges Cordeiro (UnB), Alexandre Aguiar (UNILA) e Julio Ribeiro (Universidade Marshall - USA). 

 

Página da UnB

 http://pesquisar.unb.br/professor/eustaquio-grilo